Rugby de Calcinha

Mais uma história de como tudo começou: Adhara Rugby

E a história de como tudo começou tem mais um capítulo, desta vez vem do Tocantins. É sobre o Adhara Rugby, time que começou com o feminino e só agora tem o masculino. Veja como foi, texto escrito por Anne Higaki. 

Adhara Rugby é o segundo time de rugby na capital tocantinense, sendo o terceiro time do estado. O time possui esse nome em homenagem ao Estado do Tocantins, pois Adhara significa a estrela que representa o estado na bandeira nacional e no selo nacional.
O time está completando dois anos de existência, já cresceu bastante e visa muito mais. Conheça um pouco da história desse time. Até pouco tempo o time era exclusivo para as mulheres, sendo praticado na modalidade seven-a-side. Atualmente, o time conta com a participação dos rapazes também, o intuito é formar um time masculino, mas já entraremos nesse assunto.
No começo as principais dificuldades, como acontece na maioria dos times, foi a captação de atletas para conhecerem a modalidade e permanecerem nela. A presidente e fundadora do time, Renata Teixeira, já possuía experiência de gestão e treinos no esporte devido ao seu envolvimento com outro time, e para acrescentar sabedoria ela também fez um curso de Arbitragem Nível 1, realizado por meio da Federação Cerrado de Rugby, na cidade de Goiânia-GO.
O time está evoluindo a cada dia que passa. Para ter noção, no primeiro treino foram apenas 4 meninas e já o segundo treino contou com a presença de 12 meninas. Atualmente, o time possui em média de 15 atletas. Em relação a participação de campeonatos, a estrada é pouco percorrida, a primeira participação e realização foi o evento chamado de “Tocantins Rugby Day” no dia 18/06/2016 na cidade de Palmas-TO. O Evento contou com a participação dos times Palmas Rugby Clube e Gurupi Rugby Clube. Depois disso, os próximos jogos que participaram no ano foram amistosos sem valer pontuação contra o outro time da capital. Mas, no ano de 2017, o time participou de seu primeiro campeonato, o Cerrado Sevens 2017. Juntamente com o outro time da capital, o Adhara também entrou na organização do evento, que aconteceu no Estádio Nilton Santos, em setembro. Vieram alguns times de outros estados, como o Goianos Rugby – Goiânia-GO e o UNB Rubgy – Brasília-DF.
Para o ano de 2018, o time está se preparando para competir no Pequi Sevens, que é divido em 3 etapas ao longo do primeiro semestre, com o primeiro evento para os dias 7 e 8 de abril na cidade de Brasília-DF, as demais etapas ainda precisam confirmar a data, mas os locais já estão certos, serão em Cuiabá-MT e Goiânia-GO.
Ações sociais, inclusive, são as preocupações dessas meninas. Elas participam da campanha nacional de doação de sangue, onde vários times do Brasil inteiro participam. A campanha desse ano já tem data marcada, a partir do dia 20 de fevereiro até 02 de março elas estão realizando o trabalho de conscientização de pessoas para doarem sangue por meio de redes sociais. Além disso, o time realizou durante um período treinamento para crianças, com a preocupação da formação de base.
E por último, mas não menos importante, essas meninas estão começando com o treinamento do time masculino. A primeira participação deles foi no evento de captação de novos atletas, batizado como “Drop Star”. O evento teve a participação de 4 rapazes e 6 moças, que aconteceu em janeiro de 2018.

  • Texto e foto: Anne Higaki – Adhara Rugby.