Rugby de Calcinha

Saiba como está sendo a atuação do Brasil no Rio 2016

BR_Crd_LuizPires_Fotojump

O retorno do rugby nos jogos olímpicos foi marcado por muita expectativa em Deodoro-RJ. No seu primeiro jogo, o Brasil enfrentou a Grã-Bretanha, onde foi derrotado por 29 a 03. Além da derrota, o Brasil sofreu com a saída da Júlia Sardá após sofrer uma lesão no joelho e assim a pilar foi substituída pela Mariana Ramalho.

NOTA OFICIAL DO COB:

Júlia Sardá sofre lesão e é cortada da delegação do Time Brasil

Neste sábado, 6 de agosto, durante a estreia da seleção feminina de rugby contra a Grã-Bretanha, a atleta da seleção brasileira feminina de rubgy Júlia Sardá sofreu uma contusão no joelho esquerdo. Prontamente atendida pelo departamento médico da missão brasileira, a pilar realizou uma ressonância magnética, que diagnosticou uma lesão no ligamento cruzado anterior. Com isso, Sardá foi cortada da equipe que disputa os Jogos Olímpicos Rio 2016 e substituída por Mari Ramalho, que já está apta a entrar em campo na partida contra o Canadá, às 17h30 (horário de Brasília) deste sábado.

O segundo jogo também não foi fácil para o Brasil. As Tupis enfrentaram o Canadá, uma das equipes favoritas, e foram derrotadas por 38 a 0. Apesar da derrota, as nossas jogadoras foram muito aplaudidas pela torcida.

Nesse domingo o Brasil pode mostrar toda a sua força no jogo contra o Japão. E o primeiro try do Brasil foi marcado pela grande Paulinha Ishibashi, uma das jogadoras mais experientes da seleção. O jogo foi empatado, após a Luísa Campos levar um cartão amarelo, o que facilitou o ataque das japonesas. Com o jogo empatado no segundo tempo, o Japão conseguiu virar o jogo, marcando assim 10 a 5. Mas as nossas guerreiras reagiram e empataram o jogo com uma bela arrancada da Baby. Com o acerto na conversão, o Brasil ficou na frente e ainda marcou mais dois tries, um da Amanda Araújo e mais um da Baby após um belo chute da Edninha, encerrando o dia com o placar de 26 a 10 e a terceira colocação no grupo.

O dia foi bastante feliz para a nossa seleção. Após a vitória contra o Japão, o Brasil encarou a Colômbia, equipe já conhecida pelas nossas meninas de vários sulamericanos passados. Com muita pressão, o Brasil pode marcar o primeiro try feito pela Mari Ramalho e em seguida mais dois tries consecutivos da Claudinha, encerrando o primeiro tempo com 17 a 0. No segundo tempo Baby marcou mais um try e Raquel convertou, finalizando o jogo 24 a 0.

Nessa segunda o Brasil enfrentará mais uma vez o Japão, na disputa da nona colocação e também a tão sonhada vaga fixa na Série Mundial de Sevens.

1ª rodada

França 24 x 7 Espanha

Nova Zelândia 52 x 0 Quênia

Grã-Bretanha 29 x 3 Brasil

Canadá 45 x 0 Japão

Estados Unidos 7 x 12 Fiji

Austrália 53 x 0 Colômbia

2ª rodada

França 40 x 7 Quênia

Nova Zelândia 31 x 5 Espanha

Grã-Bretanha 40 x 0 Japão

Canadá 38 x 0 Brasil

Estados Unidos 48 x 0 Colômbia

Austrália 36 x 0 Fiji

3ª rodada

Espanha 19 x 10 Quênia

Nova Zelândia 26 x 7 França

Brasil 26 x 10 Japão

Canadá 0 x 22 Grã-Bretanha

Fiji 36 x 0 Colômbia

Austrália 12 x 12 Estados Unidos

Resultados

Brasil 24 x 0 Colômbia

Quênia 0 x 24 Japão

Quartas de final

Austrália 24 x 0 Espanha

Canadá 15 x 5 França

Grã-Bretanha 26 x 7 Fiji

Nova Zelândia 5 x 0 EUA

Jogos de segunda-feira (8)

12:30 – Colômbia x Quênia

13:00 – Brasil x Japão (Final da Taça Bowl)

13:30 – Espanha x França

14:00 – Fiji x EUA

Semifinais

14:30 – Austrália x Canadá

15:00 – Grã-Bretanha x Nova Zelândia

Fotos: Luiz Pires/Fotojump