Rugby de Calcinha

França cai diante de Gales e Inglaterra permanece invicta no Six Nations Masculino

RBS 6 Nations Championship Round 3, Twickenham Stadium, London, England 27/2/2016 England vs Ireland Mike Brown of England scores a try as Jack Nowell of England celebrates Mandatory Credit ©INPHO/Andrew Fosker

Mandatory Credit ©INPHO/Andrew Fosker

Mais uma rodada do 6 Nations de muita emoção, jogos pegados e defesas

prevalecendo. A rodada começou com Pais de Gales recebendo a França na sexta (26/02). Os donos da casa começaram atacando, mas a forte defesa francesa impedia a abertura do placar. E com sua forte marcação, a França cometia muitos penais, um deles aos 10 minutos de jogo não foi aproveitado pelo abertura Gales. Apesar de marcar forte, a França não passava da linha dos 10 no ataque, até que aos 15 minutos teve oportunidade de abrir o marcador após sofrer penal próximo a linha de 10, não aproveitado pelo seu abertura, que não estava em noite feliz. Com as defesas marcando forte, a chance de abrir o marcador surgiu em penal cometido pela defesa francesa, que o abertura Gales não desperdiçou. Com um conjunto melhor, Gales amplia o placar após penal da defesa francesa, isto aos 30 minutos. A França querendo manter os 100% vai ao ataque, mas a forte defesa galesa impede que os franceses cheguem ao ingoal. Após sofre um tackle sem os braços, a França finalmente marca os primeiros pontos. E termina o primeiro tempo, com as defesas prevalecendo.

O segundo tempo começa como o primeiro, Gales indo ao ataque e a defesa francesa continuando a marcar forte. Gales amplia o marcador após a defesa francesa cometer novo penal, 9 a 3 para Gales. Com maior tempo de posse de bola não demora para Gales ampliar o marcador após belo chute do seu 2° centro que deixou seu ponteiro livre para marcar, que ainda contou com ajuda do abertura francês que não cortou a bola, resultado try e conversão, 16 a 3. A França vendo sua invencibilidade cair vai ao ataque, ficando dos 10 aos 25 minutos pressionando a defesa galesa, que se manteve sólida. Após aliviar da pressão francesa no ataque, Gales volta a marcar em penal convertido por Biggar, 19 a 3. A França não desanimou, mas parava na forte defesa galesa. Somente aos 38 minutos conseguiu furar a defesa galesa e marcar seu try e converter, mas não tinha mais tempo para conseguir ao menos o ponto defensivo. Resultado final 19 a 10 para Pais de Gales.

Já no sábado foram realizados dois jogos, Itália contra Escócia e Inglaterra contra No jogo dos desesperados, afinal perderam as duas primeiras partidas, Itália e Escócia começaram o jogo com tudo. Os italianos abriram o marcador logo aos 5 minutos em uma cobrança de penal. Logo em seguida, em bela jogada de seu ataque, a Escócia marca seu try, que foi convertido. Em nova bela jogada, os escoceses ampliam o marcador, 3 a 14. A Itália se perde em campo, com um ataque pouco produtivo, e a Escócia começa a dominar a partida. Mais três pontos para os escoceses, após conversão de penal, 3 a 17. A Itália empurrada por sua torcida vai ao ataque, e em bela jogada seu hooker marca o try, recolocando os italianos de volta ao jogo, 10 a 17. No final do primeiro tempo, a Escócia tem a chance de ampliar o placar em penal sofrido, O segundo tempo começa com a Escócia atacando, e logo as 5 minutos converte penal, 10 a 20. Os italianos voltam a atacar e diminuem a diferença com um penal, 13 a 20. Em jogo truncado e sem belas jogadas, converter penais foi a solução, que a Escócia aproveitou bem e ampliou o placar, 13 a 26. A Itália aproveitou-se de ter um homem a mais no campo e marcou seu 2° try, voltando ao jogo, 20 a 26. A Escócia não jogava bem, mas a forte defesa italiana cometia muitos penais e em um desses, Laidlaw, em ótimo dia, converte mais um, 20 a 29. De volta ao ataque, a Itália dá um calorão tremendo na defesa escocesa, mas não converte em pontos. E como quem não faz toma, faltando 3 minutos para terminar o jogo, o ataque escocês faz bela jogada e marca mais um try, que é convertido por Laidlaw. A Itália pagou o preço pela falta de criatividade do seu ataque, resultado final 20 a 36.

confira as entrevistas com grandes jogadoras em Barueri

Escócia volta a vencer após 9 A ultima partida da rodada foi muito equilibrada, os ingleses jogando pela 1ª posição e a Irlanda, bicampeã, querendo vencer a primeira. A Irlanda abre o marcador com penal convertido por Sexton. Os ingleses empatam com Farrell aos 11 minutos. Em jogo equilibrado, onde as defesas prevalecem, o jeito foi aproveitar os penais cometidos pelas defesas. A Inglaterra teve sua chance perto dos 30 minutos, mas Farrell não converteu. Mas, aos 34 minutos, em novo penal, Farrell não desperdiçou e virou o jogo, 6 a 3. Com uma defesa bem postada da Irlanda e um ataque pouco produtivo da Inglaterra, o placar final do primeiro tempo não poderia ser outro, 6 a 3 para os donos O segundo tempo começou com a Irlanda procurando a 1ª vitória e foi com tudo para o ataque, e marcou seu try aos 5 minutos, nova virada do placar, 6 a 10. A Inglaterra jogava com um homem a menos e não pensou duas vezes em chutar aos postes para garantir 3 pontos, após sofrer um tackle sem bola. Em bela jogada do seu ataque e falha da defesa irlandesa, a Inglaterra marca seu 2° try, virando novamente o placar, 14 a 10. A entrada de Dany Care deu novo dinamismo ao ataque inglês, resultado 3° try inglês e placar de 21 a 10 para os donos da casa. O jogo continuava muito truncado, com os irlandeses querendo diminuir a vantagem inglesa, e a defesa dos filhos da rainha se postando bem. Não deu para a bicampeã Irlanda, placar final: 21 a 10 para Inglaterra, que com esse resultado ocupa a 1ª colocação.

A quarta rodada será no fim de semana dos dias 12 e 13 de março, com Irlanda

recebendo a Itália, Inglaterra o Pais de Gales e a Escócia a França.

Texto: Márcia Nogueira