Rugby de Calcinha

Saiba como foi a segunda etapa do Paranaense de Sevens Feminino

 

Por Leca Jentzsch

Neste fim de semana o que não faltou foi rugby.

Rugby na TV, rugby pelos campos, Paraná não foi diferente.

2013-06-08 17.05.50

A segunda etapa do Paranaense aconteceu num lindo dia de sol, coisa imprevisível em Curitiba. Imprevisível também foram alguns resultados de jogos, o que vem comprovar que as calcinhas paranaenses não estão pra brincadeira.

Os times da capital Curitiba Rugby e Urutau confirmaram o favoritismo e ganharam todos os jogos da primeira etapa, porém não sem sofrimento, alguns placares não demonstram a luta que foi em campo. O Toledo que também vinha com grande possibilidade de vitória devido as apresentações nos torneios anteriores, foi surpreendido pele time do Cascavel que veio forte e determinado; outra  surpresa do torneio, foram as Lobas de Guarapuava  que apesar do pouco tempo de formação, também demostraram organização em campo e venceram  em um jogo acirrado o Maringá que retornava ao campeonato e pelo que vi faltou apenas entrosamento para as maringaenses encaixarem o jogo.  Brusque, o time visitante apesar de seus jogos não contarem pontos para o torneio, não deixaram por menos, com um bom scrum e organização defensiva, entraram em todos os jogos com muita determinação, não facilitando a vida de ninguém.

Não sou nenhuma perita mas vou passar minha impressão sobre as três equipes melhores colocadas do Campeonato, e suas participações nesta etapa.

Curitiba Rugby Clube (touritas): Apesar da maioria das jogadoras estarem na faixa de 15 a 19 anos, não podemos considera-las novatas, pois são bicampeãs Paranaenses da categoria adulta e Campeãs brasileiras Categoria M18. (Copa Cultura Inglesa)

Tem como característica o conjunto e a preparação física, o que faz com que o time não sinta as reposições durante os jogos, segundo o treinador Gustavo Albuquerque (Rambo) “Não existem reservas, e sim jogadoras que entram no inicio e jogadoras que entram durante o jogo.” (Aliás os treinadores Rambo e Yan também são outro ponto forte das touritas).

Nos primeiros jogos do torneio apresentaram o padrão de jogo costumeiro, com bom posicionamento linhas fundas e jogadas ensaiadas, porém demoravam na reposição de bolas e retorno de posicionamento defensivo, venceram o jogo contra o Cascavel que o tempo todo lutou e demonstrou muita garra, sinalizando uma das primeiras surpresas que estava por vir na etapa. Nos jogos que se seguiram com as Lobas de Guarapuava e Sereias de Londrina apesar das vitórias iniciaram em ritmo lento e somente após alguns sustos souberam voltar com a velocidade característica do time, com linhas fundas, bons passes e boas jogadas, sinalizadas pelos placares. Já no jogo final, com o Urutau souberam impor seu jogo o tempo todo realizando seu melhor jogo no torneio impedindo as urutetéias de realizarem seu jogo. O Urutau teve duas chances de ataque uma com uma  sensacional escapada da Ana Diva “nossa calcinha”. As touritas souberam a garantir a vitória por 22 x 0. Os jogos entre as duas equipes são sempre acirrados e bonitos de ver, é impossível não haver rivalidade entre os times, alias esta rivalidade (nos campos) entre os times paranaenses é o que está elevando o nível do campeonato.

Urutau: As Urutetéias sempre fortes oponentes, algumas experientes a algumas novatas, mas todas aguerridas, únicas representantes do Paraná no Brasil Seven’s, e único time paranaense que participou de todas as etapas do sul brasileiro, fizeram bons jogos aproveitando todas as chances de trys, tem como destaque Helo que organiza o jogo e a capitã Ana Japa, que conduz bem e motiva o time, porém com a contusão de Helo no jogo contra o Toledo o time entrou pro jogo final demonstrando sentir muita falta de sua principal jogadora e foram dominadas pelo conjunto das touritas.

Toledo: vinha como grande esperança de vitórias, não conseguiu manter em campo o  padrão de jogo costumeiro, com boa defesa e escapadas a todo gás, no primeiro jogo contra Maringá, apesar do placar elástico visualizei que as harpias estavam mal posicionadas tanto no ataque quanto na defesa, no segundo entraram com o mesmo padrão de jogo mas Brusque soube utilizar bem sua defesa segurando um pouco mais as fortes e velozes harpias, já contra o Urutau o jogo foi bem mais disputado porém as Urutetéias devolveram a derrota sofrida na etapa anterior.

Ficou assim a classificação desta etapa:

Curitiba Rugby Clube campeãs da II etapa

Curitiba Rugby Clube campeãs

Urutau Rugby  - vice campeãs

Urutau Rugby – vice campeãs

Cascavel Rugby Clube - 3a colocada

Cascavel Rugby Clube – 3a colocada

 

Os placares dos jogos foram postados on line em nossa pagina, ainda faltam três etapas, veja como ficou a classificação geral até aqui.

1004013_361283903995158_726653350_n