Mães do Rugby: você conhece a Regina?

Regina e Lucas Abud - mães do rugbyPor Rebeca Spago

Ser mãe de jogador de rugby é uma prova certa de que temos coração. Eu, como muitos já sabem, acompanho, grito, torço e até faço meus filhotes passarem vergonha. Mas uma mãe em especial me chamou bastante atenção depois que fotografei seu filho no Uruguai e, nessa foto, a mesma fez um comentário sobre um detalhezinho na orelha de seu filho. O nome dela é Regina e é sobre ela que vamos falar hoje.

Print

Print no comentário dela na foto do filho. Ela achou que ele tinha machucado a orelha hehehe

Ele é o recém-premiado Lucas Abud, eleito Jogador Revelação de Rugby XV, integra a Seleção Brasileira e treina pelo SPAC. Um mocinho lindo de morrer que estava junto da mãe sofredora quando recebeu o prêmio no dia 5 último durante a cerimônia do Troféu Brasil Rugby.

Leia também: Troféu Brasil Rugby – conheça as vencedoras do feminino

Lucas Abud - Seleção Brasileira de XVConversando com ela pude ver o brilho nos olhos, o orgulho em ter aceitado o rugby como esporte escolhido pelo filho quando ele tinha apenas 13 anos de idade e viu um jogo na TV, que gerou essa paixão pelo esporte. “Parece exagero, mas na mesma hora eu entrei na internet e procurei se tinha alguém em Campinas. Achei o contato do Carlos Pazos, do Jequitibá. Liguei e atenderam. Por sorte, ele ia começar uma clínica de rugby na Decathlon. Daí o amor se concretizou”, conta Lucas.

Obviamente, a Regina apoia incondicionalmente seu filho, e mais óbvio ainda é ter palpites da família sobre a violência do esporte. Mas mesmo com essa visão deturpada que as pessoas têm, ela acredita que um dia os brasileiros vão aprender a assistir ao rugby, e amar como ela.

Essa mãe sabe que o Lucas quer jogar uma temporada em algum país de ponta. A França tem sido a escolha dele. E o aperto no coração?

Dentre tudo o que rodeia a vida dos nossos filhos que se dedicam à bola oval, está a preparação para a Copa de 2015 e as Olimpíadas em 2016. Lucas está focadíssimo nestes que serão as competições dos sonhos da nova geração rugbier. A Regina diz que “isso ele quer tanto que foi proibido de falar sobre isso à noite, porque até perde o sono!”. Aposto que todas as mães concordam com a ela na parte em que acabamos por transformar as expectativas do seu filho nas nossas também.

Assim, ela segue acompanhando, incentivando, vibrando e (mesmo depois de várias lesões) apoiando para que ele cresça mais e mais, e que os olhos do filho continuem a brilhar ao falar de rugby.

Lucas e a mãe, Regina, no Troféu Brasil Rugby

É isso aí mamães! Estamos juntas!

Comentários

  1. […] Outro dado que me encheu de orgulho foi o que fala do aumento em 25% das transmissões do rugby nacional na TV. A SporTV, empresa responsável por isso, deu espaço e colhe os frutos: a audiência média foi maior que a da natação e do atletismo! Agora para e pensa: quem nunca assistiu a esses esportes na TV, zappeando com o controle remoto, e parou para prestar atenção? Sem dúvida, uma divulgação incrível! E esse fruto será colhido daqui um tempo, quando crianças que se depararam com a bola oval na frente da televisão forem começar a buscar treinos (isso aconteceu com o Lucas Abud, que está na seleção de XV atualmente). […]